© Margarida Dias

Publicado em 6 Janeiro, 2020

Sem Flores nem Coroas

de Orlando da Costa e encenação de Fernanda Lapa

No Teatro São Luiz, de 10 a 19 de Janeiro

Enquanto as tropas da União Indiana, em 1961, se preparam para invadir a chamada “Índia Portuguesa”, uma família brâmane e católica de Goa confronta-se com os seus fantasmas e medos. Orlando da Costa cria um microclima dramático, onde as personagens crescem para atingir a dimensão extrema das suas forças. Uma atmosfera quase irrespirável por via dos confrontos e debates das personagens, em que o amor, o ódio, os compromissos, a coragem e as fraquezas explodem face ao inevitável. A invasão de Goa, Damão e Diu, que durou apenas 36 horas e que marca o início do fim do Império Português, nunca, antes ou depois desta obra, foi abordada nos palcos portugueses. Escrita em 1967 e publicada em 1971, durante a vigência da “Comissão de Censura”, esta obra foi traduzida em inglês e lançada na Índia em janeiro de 2017.

 

+info e reservas: https://www.teatrosaoluiz.pt/espetaculo/sem-flores-nem-coroas/