6 Janeiro, 2016

André Cepeda é o escolhido para residência artística em Nova Iorque

Parceria entre o Atelier-Museu Júlio Pomar/ EGEAC e a Residency Unlimited pretende proporcionar anualmente a um artista português uma residência na instituição nova-iorquina.

O artista plástico André Cepeda (Coimbra, 1976) é o primeiro nome escolhido para fazer uma residência artística na RU – Residency Unlimited, em Nova Iorque, no âmbito de uma parceria firmada entre o Atelier-Museu Júlio Pomar e esta instituição nova-iorquina.
O artista é proposto e nomeado por um júri independente de reconhecido mérito, este ano composto por Alexandre Melo, Bruno Marchand e Delfim Sardo, em conjunto com o Atelier-Museu. A residência terá lugar entre Maio e Julho de 2016, e na escolha de André Cepeda pesou, além da consistência do trabalho artístico desenvolvido, o momento oportuno da carreira em que o artista se encontra para beneficiar do programa e dos intercâmbios artísticos que ele proporciona.
Indo além do modelo tradicional de Estúdio, a RU forja parcerias estratégicas com instituições colaboradoras para oferecer residências flexíveis e adaptadas às metas e necessidades individuais de cada artista/curador.
André Cepeda trabalha essencialmente com fotografia e tem-se centrado na paisagem contemporânea portuguesa, onde procura construir novas formas de olhar para a realidade e para o espaço.
Expõe regularmente desde 1999, ano em que obteve uma bolsa para realizar a residência de artista no Espace Photographique Contretype de Bruxelas. A sua obra está editada em diversos suportes e tem vindo a ser reconhecida com múltiplas prémios, tanto nacionais como internacionais.