27 Maio, 2016

“A devorar o contíguo”

As Galerias Municipais inauguram no próximo dia 27 de maio, pelas 21h00, a exposição A devorar o contíguo*, de Catarina de Oliveira. 

A exposição integra o Ciclo Budapeste, um conjunto de exposições que tem vindo a ser apresentado na Galeria Quadrum que apresenta naquele espaço o resultado, direto ou indireto, do trabalho desenvolvido pelos artistas portugueses selecionados para o Programa de Intercâmbio Lisboa-Budapeste.

“A devorar o contíguo” apresenta trabalhos feitos especificamente para esta exposição, resultantes de uma pesquisa que foi aprofundada durante a residência artística de Catarina de Oliveira em Budapeste no verão de 2015. Os trabalhos apresentados articulam diferentes mitos, ideias e utopias, assim como investigações científicas, à volta de uma série de fungos — e consequentemente cogumelos, que são as suas frutificações. Estas narrativas vão tanto abordar assuntos de bruxaria, como de expansão da consciência, e também de limpeza ambiental.

Na exposição vão também ser apresentadas, a convite de Catarina, obras da artista francesa Amandine Guruceaga.

“A devorar o contíguo” pode ser vista de terça a sexta-feira, das 10h00 às 18h00 e ao sábado e domingo, das 14h00 às 18h00, com entrada livre.

*exposição que integra a programação paralela do ARCOLisboa.

 

GALERIA QUADRUM
28 maio – 24 julho
Inauguração: 27 maio, 21h00