A EGEAC na Arco2018

O stand ‘Cultura em Lisboa’ está na Arco para dar a conhecer os espaços culturais e a programação que desenvolvemos na cidade.

Paralelamente, nas Galerias Municipais, estão patentes as seguintes exposições:

Sammy Baloji & Filip de Boeck
Urban Now: City Life in Congo
Galeria Avenida da Índia
24 Março – 17 Junho

Esta exposição, composta por dois filmes e uma seleção feita a partir de 55 fotografias, foi originalmente organizada pelo WIELS Contemporary Art Centre, de Bruxelas. A sua presença em Lisboa, proporcionada pelas Galerias Municipais EGEAC, faz parte de uma itinerância que passou por Nova Iorque (Open Society Foundations) e Toronto (The Power Plant). Em URBAN NOW: CITY LIFE IN CONGO, o artista visual Sammy Baloji e o antropólogo Filip De Boeck utilizam a fotografia e o vídeo para explorar o modo como as populações imaginam e vivem as cidades e as novas extensões urbanas da República Democrática do Congo.


João Gabriel

My Favourite Things
Galeria da Boavista
6 Abril – 01 Julho

A exposição “My Favourite Things”, de João Gabriel, mostra uma selecção de pinturas sobre tela e sobre papel, realizadas nos últimos três anos pelo artista, quase todas inéditas, onde se desenvolve, em várias frentes, uma investigação no âmbito da pintura. A sua obra tem incidido sobre diferentes aspectos e situações retiradas de filmes pornográficos homossexuais, sobretudo da década de 1970 e 1980, investindo sobre as qualidades plásticas e pictóricas dos contextos paisagísticos, domésticos, arquitectónicos, mundanos ou boémios, líricos e obscuros, anatómicos e humanos, íntimos, que habitam este polémico e interdito universo produtor de imagens contemporâneas. Nome de uma conhecida música, uma das preferidas de João Gabriel, na versão interpretada por John Coltrane, “My favorite things” é um título que dá conta, justamente, das primeiras obsessões do artista, onde se conjugam a riqueza do simbólico com a precariedade do material original, resultante do encontro da cultura erudita com aspectos da chamada cultura de massas.


João Marçal

INNER 8000er
Pavilhão Branco
10 Maio – 30 Setembro

A exposição “INNER 8000er”, de João Marçal, mostra uma selecção de pinturas, de vários formatos, realizadas ao longo de vários anos, algumas recentes e inéditas.
Expondo o mundo como um imenso lugar de imagens estereotipadas, nomeadamente logotipos e padrões, sem significados aparentes ou funções genuínas, que se repetem de um modo quase mecânico e circular, o artista manipula e desconstrói essas imagens – ampliando-as, fragmentando-as, tornando-as abstractas – através da sua pintura fazendo delas desafios ópticos que se impõem ao olhar. Sendo agora formas, composições e imagens abstractas, cada uma das suas obras implica um extraordinário desafio em busca de pistas iconográficas, quase no limite poético do absurdo, ponto onde muitas vezes a arte tem algo a dizer, a acrescentar e a dar a ver.

Campo de Visão – Aquisições 2016/2017
Núcleo de Arte Contemporânea da Câmara Municipal de Lisboa
Galeria do Torreão Nascente da Cordoaria Nacional
Maio

As Galerias Municipais/EGEAC apresentam no piso inferior do Torreão Nascente da Cordoaria Nacional as obras de arte adquiridas pela Câmara Municipal Lisboa para a sua colecção. As aquisições para a colecção, esparsas e pontuais até então, foram retomadas por uma comissão designada em 2016 pela CML, composta por Sérgio Mah, Manuel Costa Cabral, Luís Porfírio, Sara Antónia Matos (Atelier-Museu/Galerias Municipais) e Joana Sousa Monteiro (Museu de Lisboa) – os quais definiram em conjunto os critérios de aquisição. As compras tiveram lugar no contexto da 1ª e 2ª edições da feira de arte ARCO Lisboa, também como sinal de estímulo à iniciativa e incremento do mercado, integrando já obras dos artistas: Alexandre Conefrey, Ana Manso, António Júlio Duarte, Armanda Duarte, Ângela Ferreira, Carlos Nogueira, Eduardo Batarda, Fernanda Fragateiro, João Jacinto, João Marçal, João Queiroz, José Loureiro, Luisa Cunha, Manuela Marques, Paulo Brighenti, Pedro Calhau, Paulo Nozolino, Rui Toscano, Sara Chang Yan, Susanne Themlitz e Vasco Araújo.